quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Não é possível esquecer...

Sumi, sumi mesmo...há uns dias quero vir aqui, minha listinha de coisas pra contar só aumentando, mas tô meio deprê, meio pra baixo...

Na semana passada tivemos uma noticia muito triste...
O neném de um primo de BH faleceu...
A esposa dele estava grávida de 27 semanas e meia e teve pré-eclampsia. O bebê nasceu com baixo peso, pois não estava recebendo nutrientes, mas ela conseguiu tomar injeções de corticoides para amadurecer o pulmãozinho.
Ele nasceu bem, todos estavam esperançosos, principalmente porque tinham o exemplo do Lucas, que era três semanas mais novo e conseguiu, mas eu e André estávamos apreensivos porque vimos muitos bebês que se foram na UTI, e sabíamos o quanto era dificil a situação...
João Pedro teve várias complicações e viveu por apenas uma semana...foi muito triste...

Com isso me lembrei muito da fase de UTI do Lucas, de todo nosso sofrimento, do quanto foi difícil tudo que passamos...
Durante todo esse tempo eu não parava pra pensar em nada, simplesmente ia, lutava, matava um leão por dia...
Não sei de onde vinha minha força, mas nunca pensei que o pior poderia acontecer, mesmo indo em frangalhos e voltando aos prantos do hospital por vários e vários dias e passando por todas as fases muito bem escritas pela minha amiga Ritinha aqui: choque, negação, culpa, raiva, depressão, resignação, e aceitação...
Eu não faltei em nenhuma visita ao Lucas, o André foi o pai mais participativo de todos os tempos e temos MUITO orgulho disso!
Um médico disse uma vez para uma enfermeira: esse bebê só reage assim, tão bem, por causa de seus pais, pela forma como lidam com a situação...

No fim vencemos, estamos aqui com nosso príncipe, lindo, totalmente saudável, perfeito!
Mas a linha entre estar lá e cá é muito sutil e isso gera muita reflexão...e um medo das coisas terem sido diferentes...
A única coisa que sei é que Lucas é um milagre e me sinto muito abençoada por ter conseguido tamanha vitória!

PS1: Ritinha, a gente não consegue esquecer o que a gente passou, jamais...sempre sentiremos um pouco (ou muito) da dor dos meses que estivemos com nossos filhos na UTI...

PS2: Tá tudo bem com o Lucas, ele está cada dia mais esperto, e inteligente!
Depois eu volto quando pra falar das aventuras do meu pitico!

Beijos a todos, com carinho!

17 comentários:

  1. Amiga, Deus sabe o que faz, e concerteza seus primos vão tirar forças...
    mas deve ser dificil as duas situações a da perda, e a sua da superação...

    bjocas e força...

    ResponderExcluir
  2. De uma coisa eu tenho certeza: Deus sabe o que faz.
    Talvez ele tenha escolhido levar esse bebêzino porq seria o melhor pra ele.
    O Lucas é mais do que um milagre, é uma forma de ver o quanto as coisas de Deus são perfeitas e que a fé é que nos move.

    Beijos
    adoro vcs ♥

    ResponderExcluir
  3. Que triste, Mércia, eu entendo o que vc sentiu, reviveu e teve medo de ter sido diferente, mas a estória da sua familia é de sucesso, tudo por causa do amor e dedicação de vcs, um final feliz merecido,
    Estou doida pra ver o Luquinhas,
    bjs

    ResponderExcluir
  4. Amiga, a mesma força que Deus te deu, ele vai dar aos seus primos para superar esa perda a única coisa que me resta é orar para que Deus os conforte nessa hora.
    E quanto á vcs são vitoriosos, pq ao lado de um grande homem, existe uma grande mulher vc!

    Beijocas pra vcs e volte para contar tudo sobre Luquinhas.

    ResponderExcluir
  5. Que triste, Deus de forças a família.

    Beijos em vc e no Luquinhas!

    ResponderExcluir
  6. Que coisa triste né.....
    Deus há de amparar e consolar a familia.
    Que bom que o Lucas esta bem, conta sobre o desenvolvimento dele pra gente !!!!

    bjuss

    ResponderExcluir
  7. Esquecer é difícil mesmo, e saber que uma família perdeu seu bebê também, mas vcs estão com o Lucas, crescendo saudável e, apesar de toda dor que passaram, agora é só felicidade, né?!

    Bjs

    Sil

    ResponderExcluir
  8. Imagino o quanto é dicifil, mais força e fé pra Família, e um grande abraço pra vcs ;)

    ResponderExcluir
  9. Puxa amiga, meu coracao esta com sua familia neste momento tao dificil.

    Eh DIFICIL DEMAISSSSS passar por isso, e quando o bebezinho se vai, a dor que fica deve ser imensa, ate chorei lendo seu depoimento, pensando nos pais dele.

    Eh uma injustica, ate me revolta as vezes, pensar que nossos bebes que poderiam ter nascido saudaveis de 9 meses tiveram que passar por tanto sofrimento, nao sei, ainda nao me recuperei nem um pouco.

    Ontem mesmo estava esperando o onibus e passou uma albulancia e no mesmo segundo caiu uma lagrima dos meus olhos e em uma fraca de segundos me dei conta....lembrei da minha ida para o hospital de ambulancia. Nao eh jeito de se dar a luz como eu dei, naquele sofrimento todo, mas enfim

    Eh possivel esquecer?
    DUVIDO, com sorte a dor ao menos vai passando quando as memorias vem a cabeca.

    Se tiveres oportunidade, por favor diga aos seus primos que uma amiga do Canada esta pensando neles e rezando muito nao so por eles, mas por este anjinho lindo que ja fez sua passagem.

    Snif...muito dificil ler e escrever sobre isso.

    Beijos da amiga cheia de saudade
    Rita

    ResponderExcluir
  10. É Mércia nessas horas a gente fica sem ter o que dizer... Só o tempo para abramdar o coração da mãe. Fomos escolhidas por Deus.
    Renata
    http://diariodarenata.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  11. Oi Mércia,
    Eu também perdi meu bebê, mas no meu caso ele já nasceu morto, tive o rompimento prematuro da bolsa com 21 semanas.
    Acompanho sua história e vibro por saber que o Lucas está bem. A cada post enquanto ele estava no hospital eu intensificava minhas orações e graças a Deus e ao amor de vocês o Luquinhas está em casa e bem!
    Tenho certeza que seus primos irão apreender a conviver com está dor (por experiência própria, acho que nunca passará), mas com o tempo o sofrimento irá diminuir e a vida continuará, assim como vem acontecendo comigo.
    Um forte abraço!

    ResponderExcluir
  12. ai amiga, dificil comentar! um bjo

    ResponderExcluir
  13. Mércinha, passando pra desejar pra vcs ótima semana!

    Beijocas

    ResponderExcluir
  14. Olá
    Me desculpe cair aqui de páraqueda e fazer um comentário que não tem muito a ver com seu post. Mas, é que após 2 abortos em 5 meses acabo de descobrir que tbm tenho Mutação no Gen da MTHFR e estou procurando informações. Vc tem algum site que possa me indicar? Como foi seu tratamento?
    Obrigada
    luisamercon@hotmail.com

    ResponderExcluir
  15. Oi Mercia, acabei de conhecer seu blog e fiquei encantada. Parabéns.
    Menina, sua força é linda, emocionante e grandiosa. Nos faz parecer bem pequenos diante desse mundo mágico que é a maternidade.

    Beijos e muita saúde pro Lucas.
    Roberta
    www.obailinho.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Oiii... estava vendo sua luta e superação,tenho um principe de 2 meses e meio, fico imaginando como não deve ter sido nada fácil! Graças a Deus deu td certo. Que Deus abençoe vcs...
    Sou Adriane, sou nova nesse mundinho da blogsfera, faz uma visitinha no meu bloguinho e participa tbm vou ficar muito feliz!
    Bjs

    ResponderExcluir
  17. Muito triste! ler esse post e não se emocionar não tem como.
    Eu tive Pietro de 08 meses e já sofri mto por isso! Agora tentao imaginar vc e toda sua luta... Vc é uma guerreira!!!!!!! Lucas com ctza é um vencedor!

    Sinto imensamente pelo bbzinho de seus primos, mas com ctza, agora ele é mais um anjinho que olha por nós dos céus!

    bjs

    ResponderExcluir

Deixe seu recadinho!!